Crise na educação de Lauro de Freitas

Farei hoje um breve resumo sobre alguns problemas por que passa a educação em Lauro de Freitas, que vão desde a falta de estrutura dos prédios, a descontrole na folha de pagamentos, e falta de debate com a comunidade escolar sobre o planejamento pedagógico.

No ano passado o município gastou cerca de R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais), em reforma nas escolas, e este ano já gastou cerca de R$ 1.600.000,00 (hum milhão e seiscentos mil), e quando entramos nos prédios continuamos assistindo ao mesmo filme de antes, os professores dando aulas, sem iluminação adequada, goteira nos telhados das salas de aula, e ainda, como muitas escolas não estão ligadas a rede de esgoto e não há limpeza nas fossas elas transbordam e vem provocando a contaminação do solo e ainda o mau cheiro é insuportável  cito apenas dois exemplo  a escola Enock Amaral no centro de Lauro e ainda com o mesmo problema a escola Pedro Paranhos em Portão que quando a foça transborda o esgoto é lançado em um campo de futebol ao fundo, onde crianças e adultos acabam praticando esporte no meio do esgoto.

Água potável e gelada é um capitulo a parte, pois, não tem na maioria esmagadora das escolas, os alunos da rede tem que trazer de casa ou beber de um filtro sem manutenção adequada há anos, cito como exemplo a escola Vila Praiana.

Ventilação é um problema que afeta 100% das unidades, bem como a falta de carteiras, levando os alunos a fazerem rodizio, este fato levou as crianças da escola Ana Lúcia a fazerem um protesto, clamaram pala adequação do espaço, mesas e cadeiras para os professores virou artigo de luxo em algumas unidades.

Vivemos dias difíceis na educação, no ano passado a gestão não cumpriu o 200 dias letivos, e esse ano ao que tudo indica também não cumprirá,  revelando o descompromisso com comunidade.

Diante deste triste quadro percebemos que os recurso que se diz ter investido não condiz com a realidade da comunidade escolar, são os trabalhadores em educação, que mantem a chama acesa, muitas vezes tirando do próprio bolço para fazer com que a educação aconteça. Essa dura realidade precisa mudar. A educação é a chave para a liberdade.

2 comentários em “Crise na educação de Lauro de Freitas

  • maio 6, 2019 em 8:53 am
    Permalink

    O PT, mão gosta de educação !

    Resposta
  • maio 6, 2019 em 9:25 am
    Permalink

    verdade, escolas precárias, Ônibus Sucateados, uma falta de debate com a população, nossa educação está ao Léu, sem falar na “REFORMAS” O IEPES(SESI) foi pintada em Março ao passar pela frente vc ver um portão danificado e uma pintura que já está saindo.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *