Pai de adolescente morta em Guaratinga acusa família do genro por feminicídio e acredita em motivação por vingança

 Pai de adolescente morta em Guaratinga acusa família do genro por feminicídio e acredita em motivação por vingança


Uma revólver calibre 380, com dois carregadores e munições, foram apreendidos no sítio do transgressão e encaminhados à perícia.

O que a Polícia Social investiga?

A Polícia Social trata o caso uma vez que feminicídio e disse que já tem indícios da autoria. Apesar disso, a corporação não deu mais detalhes sobre o caso, porque trabalha com o sumo de sigilo para que não haja interferências na investigação.

Em nota, a Polícia Militar informou que, ao chegar no hospital para atender a ocorrência no dia 6 de julho, os agentes foram informados por populares que o marido de Hyara, o pai dele e um terceiro varão teriam fugido por uma estrada de terreno que dá aproximação a cidade de Itamaraju, também no extremo sul da Bahia. Eles ainda não foram localizados.

O que diz a advogada da vítima e a mãe da juvenil?

A advogada da família da Hyara afirmou que acompanha as investigações e que ainda não tem conhecimento sobre as circunstancias do caso.

Nany Guimarães, mãe da juvenil, diz que a filha foi morta. Ela também desmentiu uma notícia de que o marido, pai da vítima, teria oferecido R$ 300 milénio para quem encontrasse o responsável pelo transgressão.

“Minha filha foi assassinada inocentemente”, afirmou em um vídeo publicado em uma rede social.



Digiqole ad Digiqole ad

Relacionado