Polícia Civil prende homem acusado de estuprar criança de 10 anos em Caravelas: Acusado é companheiro da avó da criança

 Polícia Civil prende homem acusado de estuprar criança de 10 anos em Caravelas: Acusado é companheiro da avó da criança


Caravelas: Na manhã da última quinta-feira, 05 de outubro, a Polícia Social, sob o comando do procurador titular, Marco Antônio de Oliveira Neves, com esteio do Coordenador da 8ª Coordenadoria de Polícia do Interno (COORPIN), Moisés Damasceno, realizou o cumprimento de um mandado de prisão preventiva. O mandado foi expedido pela Vara de Jurisdição Plena de Caravelas, tendo porquê meta Nilson Alves dos Santos, um tipo de 69 anos.

Nilson Alves dos Santos é indiciado do transgressão de estupro de vulnerável contra uma garoto de 10 anos, que é neta de sua companheira. A garoto reside com a avó materna desde o falecimento de sua mãe. A ação policial teve lugar no Assentamento Agro Vila, no Região de Rancho Prazenteiro, situado no município de Caravelas.

No discurso da operação, a equipe policial localizou e notificou Nilson Alves sobre o mandado de prisão. A prisão foi efetuada imediatamente, e o indiciado foi transportado ao plantão da 8ª COORPIN de Teixeira de Freitas. Atualmente, ele aguarda sua transferência para o Conjunto Penal de Teixeira de Freitas (CPTF). A prisão representa um importante progresso nas investigações do caso de estupro de vulnerável em Caravelas.

Em entrevista ao Jornal Liberdade da Rádio Eldorado, o procurador titular de Caravelas confirmou o ataque. “Tivemos informações de que uma garoto de dez anos estava sendo abusada por seu avô emprestado, a qual ela vivia com a avó e o marido da avó, posteriormente a morte de sua mãe. Posteriormente investigações em parceria com o recomendação tutelar de Caravelas, constatamos o ataque e levamos a garoto a um examinação médico que confirmou as agressões.

O procurador disse ainda em entrevista, que há uma investigação em curso envolvendo uma enteada de quinze anos, que está prenhe, com suspeitas de envolvimento do indiciado.

Por: Lenio Cidreira/Liberdadenews



Digiqole ad Digiqole ad

Relacionado