Lira quer colocar a mão na torneira do governo e controlar fluxo

 Lira quer colocar a mão na torneira do governo e controlar fluxo

[ad_1]

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), está ganhando cada vez mais poder e força política na avaliação do colunista do UOL José Roberto de Toledo. Durante o programa Estudo da Notícia, ele afirmou que Lira quer ser uma espécie de “sócio” do presidente Lula (PT) e participar diretamente das tomadas de decisões e da pronunciação política.

Lira quer arrancar a sociedade no governo Lula. Ele quer botar a mão na torneira e controlar o fluxo”. José Roberto de Toledo

Liberação de emendas parlamentares. Para conseguir governabilidade e o pedestal de Lira e seus “seguidores” na Câmara, o governo já desembolsou mais de R$ 5 bilhões em emendas parlamentares. Unicamente hoje (31), foi liberado um totalidade de R$ 1,7 bilhão diante do risco do governo tolerar sua maior itinerário até o momento na MP que trata da reforma dos ministérios. O ritmo de liberação das emendas, inclusive, acelera a cada dia.

Fracasso do governo. A liberação de cada vez mais emendas parlamentares pelo governo é explicada pela incapacidade do governo em conseguir montar uma base parlamentar na Câmara que garanta votações expressivas.

Lira quer ser “sócio do poder”. Apesar do grande fluxo de liberação das emendas parlamentares, somente quantia não basta. Arthur Lira quer ser uma espécie de “sócio do poder” e ter um espaço maior dentro do Palácio do Planalto. Na avaliação de Toledo, o libido do presidente da Câmara é participar diretamente das tomadas de decisões. Essas decisões incluem a definição de políticas públicas prioritárias e ocupação de cargos políticos.

Ele [Lira] quer o quantia, mas o quantia não basta. Ele quer uma sociedade. Lira não quer mais ser locatário do poder e está esticando a corda o supremo que pode”. José Roberto de Toledo

Fragilidade do governo está evidente. Em seguida tolerar pelo menos quatro grandes derrotas na Câmara, está evidente que o governo só irá conseguir subscrever projetos e emendas se Arthur Lira assim desejar. Lula e o PT irão precisar ceder cargos, cadeiras e canetas para ocupar a governabilidade. “Governo só irá governar com pedestal e endosso de Arthur Lira”, avaliou o colunista do UOL.

O Estudo da Notícia vai ao ar às terças, quartas e quintas, às 19h.

Onde presenciar: Ao vivo na home UOL, UOL no YouTube e Facebook do UOL.

Veja a íntegra do programa: