Pacheco confirma indicação de Zanin ao STF

 Pacheco confirma indicação de Zanin ao STF

[ad_1]

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), confirma que Lula escolheu o jurista Cristiano Zanin para a vaga no STF (Supremo Tribunal Federalista). Segundo ele, a indicação deve chegar hoje à Vivenda, e será oferecido o curso na CCJ (Percentagem de Constituição e Justiça) para sabatina e crítica do nome.

Me encontrei ontem com o Cristiano Zanin. Ele será o indicado pelo presidente da República para a vaga de ministro do Supremo Tribunal Federalista.
Rodrigo Pacheco, presidente do Senado

O presidente Lula se encontrou na noite de ontem, no Palácio do Planalto, com o jurista e avisou a aliados que ele será indicado para a vaga.

O indicado por Lula ao Supremo herdará processos de interesse do Planalto, uma vez que mostrou o UOL. O montão vai desde mudanças na Lei das Estatais a ações contra adversários, uma vez que Sergio Moro (União-PR), ex-juiz da Lava Jato.

Zanin foi jurista de Lula durante toda a Operação Lava Jato, incluindo o período de sua prisão, entre 2018 e 2019. Seu escritório foi responsável pela resguardo no STF e por levar o caso à ONU (Organização das Nações Unidas).

Indicados pelo presidente da República ao STF precisam do aval do Senado. Por isso, Zanin passará por sabatina com senadores nos próximos dias e os parlamentares votam se acatam a escolha.

Pacheco afirmou que se encontrou com Zanin ontem (31) e avaliou “positivamente” o nome do jurista, “que reúne condições e tem os predicados para ser ministro do Supremo”.

Segundo o presidente do Senado, Zanin está “otimista” e ainda fará visitas aos gabinetes de senadores para se apresentar. A indicação dele tem que ser sabatinado, passar pela CCJ e pelo plenário do Senado.

O jurista deverá conversar com os senadores sobre o seu pretérito e o seu perfil profissional, além do que pensa sobre os temas inerentes ao Judiciário, “dentro da normalidade de qualquer indicação”, explicou Pacheco.